O que fazer na Capadócia!?

Cidade Subterrânea de Kaymakli Aberta ao ao público em 1946, não se sabe ao certo quem a construiu, mas foi entre o sexto e o décimo século. Apesar de não estar totalmente escavada sua profundidade é conhecida: 45 metros divididos em 8 andares numa área total de dois mil e quinhentos metros quadrados. Entre as diferentes salas estão estábulos, uma igreja, uma capela com uma nave e duas absides com alguns vestígios de pintura, duas grutas sepulcrais, vinícolas, grandes salas comuns, salas de reuniões e pequenos quartos para famílias.

Vale dos Pombos: Sem dúvida este é um dos mais famosos cartões postais da Capadócia aonde milhares casas de pombos esculpidas nas rochas. O pombo foi o animal mais importante para os antigos habitantes da região da Capadócia que utilizavam o excremento seu excremento como poderoso fertilizante. Aproveite para visitar uma das mais fotografadas árvores de “olhos turcos” localizada à beira do belíssimo vale.

Castelo de Uchisar: É uma formação geológica disforme que por sua grandiosidade ganhou o apelido de ‘castelo’. O Castelo de Uchisar se localiza no ponto mais alto da Capadócia e serviu de abrigo para muitos povos antigos em tempos de guerras e invasões. Do topo do castelo temos a mais completa visão da região da Capadócia.

Esentepe: Belíssima vista panorâmica do Vale de Goreme.

Museu a Céu Aberto de Goreme – Museu ao Ar Livre de Goreme: Patrimônio Mundial da UNESCO reconhecido no ano de 1984, o Museu a Céu Aberto de Goreme é um grande complexo monástico rupestre com igrejas e frescos impressionantes.

Avanos: Avanos é uma das principais fabricantes de cerâmica de barro obtido a partir do rio Kizilirmak (Rio Vermelho). Avanos é o centro de produção de arte na Capadócia. Além das cerâmicas produzidas com técnicas Hititas, em Avanos o visitante poderá conhecer todas as etapas do processo de fabricação dos tapetes turcos. É relaxante passear às margens do Rio Vermelho tomando um delicioso sorvete turco (dondurma), feito a base de leite de cabra.

Devrent: Ao contrário de outros locais na Capadócia o vale de Devrent (também conhecido como Vale da Imaginação), não possui igrejas-cavernas, nem castelos ou qualquer tipo de construção elaborada pelo homem. O que diferencia este vale e o tornou famoso é a sua paisagem com estranhas formações que surpreendem o visitante. Figuras do cotidiano e até mesmo religiosas podem ser encontradas em Devrent. Passear no vale é um convite à imaginação.

Vale das Chaminés de Fadas – Pasabaglari: Constituído de formações vulcânicas com milhões de anos que devido a ação do tempo adquiriram a forma de gigantescos chapéus de fada. Algumas das chaminés de fada chegam a medir 40 metros de altura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *